Sobre Mim

Nome: Marli C. Russi
Idade: 40 anos
Moro em: Blumenau - SC

Fotos da família


Favoritos

  • Vanessa
  • Marcia
  • Regiane
  • Giovana
  • Amanda
  • Fran


    Sites interessantes

  • Bolsa de mulher
  • Boas receitas
  • Canção nova
  • Momento espírita
  • Jesus voltará


  • Welcome


    Que a paz e o amor de Deus esteja no coração de todos que aqui entrarem.
    Esse é um blog suigeneris, aqui tem humor, reflexão, textos de grandes autores, poesias, textos meus, "viagens", desabafos... qualquer semelhança com pessoas, idéias, atitudes, sentimentos, não terá sido(mera coincidência), afinal, também sou aprendiz dessa escola chamada vida.
    "Vivo de esboços não acabados e vacilantes, mas equilibro-me como posso, entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e Deus" Clarice Lispector

    Calendário

    Janeiro 2009

    D

    S

    T

    Q

    Q

    S

    S

    1 2 3
    4 5 6 7 8 9 10
    11 12 13 14 15 16 17
    18 19 20 21 22 23 24
    25 26 27 28 29 30 31
    Passado


    10/06/2012 a 16/06/2012
    18/03/2012 a 24/03/2012
    04/03/2012 a 10/03/2012
    11/12/2011 a 17/12/2011
    09/10/2011 a 15/10/2011
    25/09/2011 a 01/10/2011
    28/08/2011 a 03/09/2011
    10/07/2011 a 16/07/2011
    26/06/2011 a 02/07/2011
    12/06/2011 a 18/06/2011
    29/05/2011 a 04/06/2011
    15/05/2011 a 21/05/2011
    08/05/2011 a 14/05/2011
    01/05/2011 a 07/05/2011
    24/04/2011 a 30/04/2011
    10/04/2011 a 16/04/2011
    20/03/2011 a 26/03/2011
    06/03/2011 a 12/03/2011
    27/02/2011 a 05/03/2011
    20/02/2011 a 26/02/2011
    06/02/2011 a 12/02/2011
    30/01/2011 a 05/02/2011
    16/01/2011 a 22/01/2011
    09/01/2011 a 15/01/2011
    02/01/2011 a 08/01/2011
    21/11/2010 a 27/11/2010
    14/11/2010 a 20/11/2010
    24/10/2010 a 30/10/2010
    17/10/2010 a 23/10/2010
    03/10/2010 a 09/10/2010
    26/09/2010 a 02/10/2010
    19/09/2010 a 25/09/2010
    12/09/2010 a 18/09/2010
    05/09/2010 a 11/09/2010
    29/08/2010 a 04/09/2010
    22/08/2010 a 28/08/2010
    15/08/2010 a 21/08/2010
    08/08/2010 a 14/08/2010
    01/08/2010 a 07/08/2010
    25/07/2010 a 31/07/2010
    18/07/2010 a 24/07/2010
    11/07/2010 a 17/07/2010
    27/06/2010 a 03/07/2010
    20/06/2010 a 26/06/2010
    13/06/2010 a 19/06/2010
    06/06/2010 a 12/06/2010
    23/05/2010 a 29/05/2010
    16/05/2010 a 22/05/2010
    25/04/2010 a 01/05/2010
    11/04/2010 a 17/04/2010
    21/03/2010 a 27/03/2010
    07/03/2010 a 13/03/2010
    28/02/2010 a 06/03/2010
    21/02/2010 a 27/02/2010
    07/02/2010 a 13/02/2010
    31/01/2010 a 06/02/2010
    17/01/2010 a 23/01/2010
    03/01/2010 a 09/01/2010
    20/12/2009 a 26/12/2009
    06/12/2009 a 12/12/2009
    29/11/2009 a 05/12/2009
    22/11/2009 a 28/11/2009
    15/11/2009 a 21/11/2009
    08/11/2009 a 14/11/2009
    01/11/2009 a 07/11/2009
    25/10/2009 a 31/10/2009
    18/10/2009 a 24/10/2009
    11/10/2009 a 17/10/2009
    04/10/2009 a 10/10/2009
    27/09/2009 a 03/10/2009
    20/09/2009 a 26/09/2009
    13/09/2009 a 19/09/2009
    06/09/2009 a 12/09/2009
    30/08/2009 a 05/09/2009
    23/08/2009 a 29/08/2009
    16/08/2009 a 22/08/2009
    09/08/2009 a 15/08/2009
    02/08/2009 a 08/08/2009
    26/07/2009 a 01/08/2009
    19/07/2009 a 25/07/2009
    12/07/2009 a 18/07/2009
    05/07/2009 a 11/07/2009
    28/06/2009 a 04/07/2009
    21/06/2009 a 27/06/2009
    14/06/2009 a 20/06/2009
    07/06/2009 a 13/06/2009
    31/05/2009 a 06/06/2009
    24/05/2009 a 30/05/2009
    17/05/2009 a 23/05/2009
    10/05/2009 a 16/05/2009
    03/05/2009 a 09/05/2009
    26/04/2009 a 02/05/2009
    19/04/2009 a 25/04/2009
    12/04/2009 a 18/04/2009
    05/04/2009 a 11/04/2009
    29/03/2009 a 04/04/2009
    22/03/2009 a 28/03/2009
    15/03/2009 a 21/03/2009
    08/03/2009 a 14/03/2009
    01/03/2009 a 07/03/2009
    22/02/2009 a 28/02/2009
    15/02/2009 a 21/02/2009
    08/02/2009 a 14/02/2009
    01/02/2009 a 07/02/2009
    25/01/2009 a 31/01/2009
    18/01/2009 a 24/01/2009
    11/01/2009 a 17/01/2009
    04/01/2009 a 10/01/2009
    28/12/2008 a 03/01/2009
    21/12/2008 a 27/12/2008
    14/12/2008 a 20/12/2008
    07/12/2008 a 13/12/2008
    30/11/2008 a 06/12/2008

    Personalidades marcantes


    Foi escrito pra mim



    Qualquer ideia que te agrade, Por isso mesmo... é tua. O autor nada mais fez que vestir a verdade Que dentro em ti se achava inteiramente nua... Mário Quintana


    "Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento." Clarice Lispector.


    "Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro." Clarice Lispector.


    "Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite." Clarice Lispector.


    "Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada." Clarice Lispector.


    "Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil." Clarice Lispector.


    "E se me achar esquisita, respeite também. até eu fui obrigada a me respeitar." Clarice Lispector.


    Link-me




    Ganhei!


    UOL

    Links



    Visitas


    online





    QUANDO DEUS DIZ NÃO

    Eu sempre fui uma criança teimosa, cheia de vontades. Desde pequena, eu nunca soube o significado de um “não”. Mesmo que minha mãe me dissesse “não”, eu dava um jeito de transformá-lo em um “sim”. Para mim, ou era “sim” ou era “sim”. Até que, com o tempo, a vida se encarregou de me ensinar que o “NÃO” existe no vocabulário. Não aprendi somente a sua existência, mas também a sua importância.

    Para algumas situações, a minha persistência e determinação são “fora do comum”, ”. Essa determinação me preocupa quando é utilizada para alcançar algo que Deus não disse “sim”, ou melhor, disse “não”.

    Todos nós possuímos desejos, sonhos, vontades. Eu, por exemplo, , em ver meus filhos crescendos, estudando, casando, servindo ao Senhor; ; sonho em ver meu marido prosperar, crescer em Deus e para Deus, sonho em ser instrumento de Deus na vida das pessoas,e crescer espirutalmente,em poder ter meus pais morando perto de mim,Enfim, esses são os sonhos que eu me permito compartilhar com vocês. Outros, apenas Deus conhece.

    A pergunta interessante é: quais são os sonhos de Deus para nós? E quando Ele diz “não” para os nossos sonhos, desejos, vontades? Às vezes, desejamos coisas simples, pequenas, aparentemente, sem importância, mas que podem causar um estrago na nossa vida. Outras vezes, essas coisas não vão causar nada, mas Deus quer nos ensinar o SEU tempo e o SEU modo e através da negação nos ajudar a subir mais um degrau.

    A duras penas eu aprendi, e ainda tenho aprendido, isso.  durante longos anos, desejei coisas e corri atrás de coisas, que, momentaneamente, me faziam ser “mais importante”, entretanto, essas coisas só me machucaram. A mesma atitude que eu tinha com a minha mãe, quando criança, eu tinha com Deus. Eu queria porque queria e, assim, fui apanhando, fui sofrendo, fui amadurecendo e entendendo que os olhos de Deus são olhos de águia. Ele enxerga o que não estamos vendo. Somos tão medíocres, tão pequenos, imploramos para Deus por um pedaço de pão, quando ele quer nos dar uma padaria inteira. Nossa infantilidade, nossa pequenez não consegue aceitar que Deus não tem para nós aquilo naquele momento. Quem sabe mais adiante? Choramos e nos entristecemos por perdas, por portas fechadas, por amizades perdidas, por cargos roubados, por casas não compradas… queremos tanto… tanto… mas será que é o momento de receber esse tanto? Será que é a hora de ter a padaria? É melhor receber um pedaço de pão agora e esse pão ser um instrumento de maldição ou aguardar pela padaria e desfrutar da boa, perfeita e agradável vontade de Deus?

    Se você insistir pelo pão, Deus te dará o pão. Mas lembre-se, esse pão pode adoecer a sua alma. Espere pelo melhor. Não reclame quando a porta se fechar, Deus tem outras portas maiores no final do corredor.

    Nas horas difíceis, quando lembramos de rogar a Deus por seu socorro, nem sempre sabemos interpretar a sua resposta.

    No entanto, a resposta sempre chega de conformidade com as nossas necessidades e merecimentos.

    Um homem que costumava fazer pedidos específicos a Deus, um dia conseguiu entender a sua resposta e escreveu o seguinte:

    Eu pedi a Deus para tirar a minha dor. Deus disse não. Não cabe a mim tirá-la, mas cabe a você desistir dela.

    Eu pedi a Deus para fazer com que meu filho deficiente físico fosse perfeito. Deus disse não. Seu espírito é perfeito e seu corpo é apenas provisório.

    Eu pedi a Deus para me dar paciência. Deus disse não. A paciência nasce nas tribulações; não é doada, é conquistada.

    Eu pedi a Deus para me dar felicidade. Deus disse não. Eu lhe dou bênçãos. A felicidade depende de você.

    Eu pedi a Deus para me proteger da dor. Deus disse não. O sofrimento lhe separa dos apelos do mundo e lhe traz mais perto de mim.

    Eu pedi a Deus para me fazer crescer em espírito. Deus disse não. Você tem que crescer sozinho, mas eu lhe podarei para que você possa dar frutos.

    Eu pedi a Deus todas as coisas para que eu pudesse gostar da vida. Deus disse não. Eu lhe dou vida para que você possa gostar de todas as coisas.

    E, por fim, quando pedi a Deus para me ajudar a amar os outros, tanto quanto ele me ama. Deus disse:

    - Finalmente você captou a idéia!

    Se, por ventura, você está se sentindo triste por não ter recebido a resposta que desejava receber do Pai Criador, volte a sorrir.

    O sol beija o botão de flor e ela sorri.

    A chuva beija a terra e ela, reverdecida, sorri.

    O fogo funde os metais e estes, depurando-se, expressam formas para sorrir.

    Vai a dor, volta a esperança.

    Foge a tristeza, volta a alegria.
    ***
    Certa vez um discípulo rogou, emocionado, a seu mestre:

    Senhor, quando identificarei a plenitude da paz e da felicidade, vivendo neste mundo atribulado de enfermidades e violências?

    O mestre, compassivo, respondeu:

    Quando puderes ver com a suavidade do meu olhar as mais graves ocorrências, sem julgamento precipitado; quando lograres ouvir com a paciência da minha compreensão generosa; quando puderes falar auxiliando, sem acusação nem desculpismo; quando agires com misericórdia, mesmo sob as mais árduas penas e prosseguires sem cansaço no caminho do bem entre espinhos pontiagudos, confiando nos objetivos superiores, te identificarás comigo e gozarás de felicidade e paz.

    O aprendiz ouviu, meditou, e, levantando-se, partiu pela estrada do serviço ao próximo, disposto a conjugar o verbo amar, sem cansaço, sem ansiedade e sem receio.

    Se, por ventura, você está triste por não ter recebido a resposta que desejava do Pai Criador, volte, portanto, a amar e a sorrir.

    Só assim vai a dor e volta a esperança.

    Foge a tristeza e volta a alegria.

    Sofremos muito com o pouco que nos falta e gozamos pouco o muito que temos.

    William Shakespeare


    - Postado por: Marli às 08h15
    [ ] [ envie esta mensagem ]





    SOMOS O QUE PENSAMOS..NO QUE VOCÊ TEM PENSADO?

    Esse post na verdade vai ser um pouco a continuação do assunto tratado no anterior,energias,pensamentos,energias são o resultado DA exteriorização daqui que pensamos,dia desses vi o pastor silas dizendo isso.."somos o que pensamos",na bíblia há pelo menos  duas passagens em que é mencionado isso uma Jesus "vigiai sempre os vossos pensamentos" em outra paulo "tudo o que é puro,o que é bom,de boa fama,nisso pensai,Sempre escutei que eu devia manter o pensamento positivo, elevado, mas não entendia bem o porquê disso nem a finalidade. Achava que era simplesmente mais uma superstição, algo místico que não me levaria a lugar nenhum,ou então papo de psicólogo,mais cada vez mais tenho constatado em experiências pessoais e de outros o poder da nossa mente..as Ondas Mentais são um produto do nosso pensamento mas, ao invés de serem a fotografia deste, são a vibração que exteriorizamos no ato contínuo do pensamento.

    A freqüência dessa vibração pode ser alta ou baixa a depender somente do teor daquilo que estamos pensando.
    Um exemplo corriqueiro é quando encontramos algum irmão precisando de um auxílio no caminho do trabalho mas estamos atrasados. É muito comum chegarmos a ter vontade em auxiliar o nosso irmão por um instante, mas logo nos lembramos que estamos atrasados para o trabalho e acabamos esquecendo dele e caímos nos pensamentos ligados à nossa rotina diária.
    Nesse exemplo, nossas ondas mentais oscilaram em faixas mais altas no momento em que pensamos no auxílio ao próximo e caiu de novo às baixas freqüências do interesse pessoal.
    Como pudemos perceber, os pensamentos elevados correspondem às altas frequências enquanto os pensamentos inferiores correspondem às baixas. É importante frisar que o pensamento será elevado ou inferior, nunca neutro.
    Nossa mente, assim, funciona como um rádio-transmissor, enviando e recebendo na mesma freqüência os pensamentos. Quando nossas ondas mentais entram em contato com outras ondas de mesma freqüência ocorre a sintonia e, por conseguinte, a influência. Numa época como agora de globalização as informações nos chegam de forma muito rápida e acessível saber manter um padrão mental elevado é praticamente uma questão de sobrevivência,as notícias sobre guerra,crises financeiras tem influenciado negativamente a muitas pessoas e se não cuidarmos a depressão vai virar pandemia,mesmo que não estejamos vivendo o nosso melhor momento é importante visualizar no futuro o que queremos..exemplo vc não tem casa própria,imagine-se abrindo a porta de sua casa nova,visite os comodos,se realize diante de sua conquista,seu marido é uma pessoa infiel..imagine-o como um homem de Deus,honrado,e assim vai..não é apensas sonhar mais "projetar",as forças do mal sempre vão nos levar a pensar que tudo está prdido,que estamos derrotadas,que não vamos conseguir,mais os mensageiros de Deus nos dizem também que tenhamos esperañça que em Deus seremos vencedores..aquem vamos ouvir?
     Fica claro, assim, que o fator determinante para nos mantermos em alta ou baixa frequência vibratória é o nosso livre-arbítrio. Escolheremos “dar ouvidos” àqueles que desejam destruir a nós e ao nosso próximo ou aos que nos amam e desejam que, como eles, possamos fruir da verdadeira felicidade?
    Esta é a pergunta crucial das nossas existências. Que escolhamos sabiamente.
    Muita paz a todos!
    Vou deixar um texto pra reflexão q talvez muitos de vcs conheçam,mais vale a pensa repensar...

    A mente humana grava e executa tudo que lhe é enviado, seja através de palavras, pensamentos ou actos, seus ou de terceiros, sejam positivos ou negativos, basta que os aceites. Essa acção sempre acontecerá, independente se traga ou não resultados positivos.

    Um cientista de Phoenix Arizona queria provar essa teoria.Precisava de um voluntário que chegasse às últimas consequências.

    Conseguiu um numa penitenciária. Era um condenado à morte que seria executado na penitenciária de St Louis no estado de Missouri onde existe pena de morte executada em cadeira elétrica.

    Propôs a ele o seguinte: ele participaria numa experiência científica, na qual seria feito um pequeno corte em seu pulso, o suficiente para gotejar o seu sangue até a ultima gota final. Ele teria uma chance de sobreviver, caso o sangue coagulasse. Se isso acontecesse, ele seria libertado, caso contrário, ele iria falecer pela perda do sangue, porém, teria uma morte sem sofrimento e sem dor.
    O condenado aceitou, pois era preferível do que morrer na cadeira elétrica e ainda teria uma chance de sobreviver.

    O condenado foi colocado numa cama alta, dessas de hospitais e amarram o seu corpo para que não se movesse. Fizeram um pequeno corte no seu pulso.
    Abaixo do pulso, foi colocado uma pequena vasilha de alumínio. Foi dito a ele que ouviria o gotejar de seu sangue na vasilha. O corte foi superficial e não atingiu nenhuma artéria ou veia, mas foi o suficiente para ele sentisse que seu pulso fora cortado.

    Sem que ele soubesse, debaixo da cama tinha um frasco de soro com uma pequena válvula. Ao cortarem o pulso, abriram a válvula do frasco para que ele acreditasse que era o sangue dele que está caindo na vasilha de alumínio. Na verdade, era o soro do frasco que gotejava.

    De 10 em 10 minutos, o cientista, sem que o condenado visse, fechava um pouco a válvula do frasco e o gotejamento diminuía. O condenado acreditava que era seu sangue que está diminuindo.

    Com o passar do tempo, foi perdendo a cor e ficando cada vez mais pálido. Quando o cientista fechou por completo a válvula, o condenado teve uma paragem cardíaca e faleceu, sem ter perdido sequer uma gota de sangue.

    O cientista conseguiu provar que a mente humana cumpre, ao pé da letra, tudo que lhe enviado e aceite pelo seu hospedeiro, seja positivo ou negativo e que sua acção envolve todo o organismo, quer seja na parte orgânica ou psíquica.
    Essa história é um alerta para filtramos o que enviamos para nossa mente, pois ela não distingue o real da fantasia, o certo do errado, simplesmente grava e cumpre o que lhe é enviado.

    "Quem pensa em fracassar, já fracassou mesmo antes de tentar".

    Somos o que pensamos e acreditamos ser.

     



    - Postado por: Marli às 17h57
    [ ] [ envie esta mensagem ]